Religiosos progressistas rompem o silêncio e articulam frente em defesa do Estado laico

(Marco Zero)

5 MIN LEITURA

Recife – Mariama Correia


O avanço dos evangélicos na política brasileira tem sido protagonizado pelos pastores e bispos neopentecostais, uma das vertentes da fé protestante. As atenções estão voltadas para lideranças que defendem pautas conservadoras, embora o campo evangélico seja diversificado e existam igrejas com um perfil progressista que, até agora, pouco fizeram para resistir à ascensão de grupos mais radicais. Isso pode estar começando a mudar.

Igrejas evangélicas abrigaram celebrações pelo Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa, na terça-feira, dia 21, em pelo menos 15 estados brasileiros, vinculado a data à defesa do Estado laico. Mais intensa em São Paulo, de onde partiu a iniciativa, o evento foi puxado pela Frente Inter-Religiosa Dom Paulo Evaristo Arns por Justiça e Paz, com participação de 11 denominações religiosas. Em Pernambuco, a primeira edição do evento no Recife foi coordenada pela Catedral Anglicana do Bom Samaritano, em Boa Viagem, com a participação de membros de várias religiões. (…)

Fotos: Wikimedia (Domínio Público)

Frente Dom Paulo

Redação Frente Dom Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.