O Prêmio de Direitos Humanos Dom Paulo Evaristo Arns de 2018 foi concedido a Paulo César Pedrini em 12 de dezembro, em cerimônia realizada na Praça das Artes – Sala de Exposições da Prefeitura Municipal de São Paulo

A premiação tem como objetivo homenagear personalidades envolvidas em causas sociais

O Prêmio de Direitos Humanos Dom Paulo Evaristo Arns, criado pelo Decreto n. 55.759/2014, é uma homenagem do município de São Paulo a pessoas que se destacaram na luta pelos Direitos Humanos. Nas quatro primeiras edições, os homenageados foram Frei Betto, Luiza Erundina, Padre Jaime Crowe e Mara Gabrilli, figuras de destaque nacional na luta pelos Direitos Humanos, com ampla atuação na Cidade de São Paulo.

A sociedade civil pode indicar nomes através de um formulário e, após essa etapa, o Comitê de Educação em Direitos Humanos apresenta uma lista tríplice, com base no histórico e na identidade da luta de cada pessoa indicada, segundo critérios do Decreto 55.759/2014. Essa lista tríplice é enviada ao Prefeito que faz a escolha final do homenageado.

<autor>

<autor>

Mini Bio

<biografia>