Gustavo Costa: Não podemos compactuar com a indiferença

(Viomundo)

3 MIN LEITURA

São Paulo (Gustavo Roberto Costa) – No texto “Ódio aos indiferentes”, Antonio Gramsci asseverou que “viver é tomar partido, é ser partidário”. “Quem verdadeiramente vive não pode deixar de ser cidadão, e partidário”.

Para o pensador, “a indiferença é o peso morto da história”, “é parasitismo”. “A indiferença opera potentemente na história”, “opera passivamente, mas opera”.

Na quadra histórica atual, a indiferença é, talvez, uma de nossas piores inimigas  (…)

Frente Dom Paulo

Redação Frente Dom Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.