Grupo de trabalho do pacote de Moro na Câmara quer regras mais duras para prisão preventiva

(O Estado de S. Paulo)

3 MIN LEITURA

São Paulo (Alberto Bombig, Juliana Braga e Marianna Holanda) – Preocupados com “excessos” do Judiciário e do Ministério Público, integrantes do grupo de trabalho que analisa o pacote anticrime de Sérgio Moro na Câmara estudam a inclusão no texto de um dispositivo para restringir os decretos de prisão preventiva. A ideia ganhou impulso com o caso recente envolvendo o ex-presidente Michel Temer: foi preso enquanto juristas de diferentes matizes apontavam excessos e arbitrariedades nos episódios. A ideia do grupo é obrigar juízes a provar, concretamente, a existência de fatos que justifiquem a medida  (…)

Frente Dom Paulo

Redação Frente Dom Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.