Religiões afro-brasileiras querem impedir o relançamento de livro “Orixás, Caboclos e Guias – Deuses ou Demônios?” assinado pelo bispo Edir Macedo

(Agência Áfricas de Notícias)

5 MIN LEITURA

São Paulo (Claudia Alexandre) — Há exatos quatro meses da primeira exibição do Direito de Resposta, na Record News, contra ataques e ofensas às religiões afro-brasileiras, o bispo Edir Macedo terá que enfrentar novamente a reação das comunidades de terreiro de todo o Brasil, ao anunciar que irá relançar o livro que está sendo questionado na justiça desde 2005

Em um encontro com importantes líderes de Umbanda e Candomblé do Estado de São Paulo, na noite de segunda-feira, dia 29, o advogado e Coordenador Geral do Idafro (Instituto de Defesa das Religiões Afro-Brasileiras), Dr. Hédio Silva Júnior, confirmou que atenderá a comunidade afro-religiosa, e nos próximos dias vai ingressar com duas representações judiciais contra o bispo Edir Macedo, da Igreja Universal do Reino de Deus, também proprietário do Grupo Record e da Record TV.

A nova indignação diz respeito ao anúncio do relançamento do livro “Orixás, Caboclo e Guias: Deuses ou Demônios”, de autoria do bispo Edir Macedo, marcado para ocorrer no próximo dia 5 de agosto. A publicação já havia sido questionada pelo Ministério Público Federal, ao ser lançada em 2005, quando houve uma ação civil pública para a suspensão da obra. O conteúdo foi considerado preconceituoso e ofensivo às religiões afro-brasileira, por incitar através de conceitos discriminatório o ódio às praticas e também aos seguidores de todas as denominações de matriz africana. No livro, Macedo usa termos intolerantes e racistas ao relacionar estas religiões com seitas demoníacas e afirmar que é por meio delas que “o demônio age na terra”.

“A lei deve proibir toda a propaganda a favor da guerra, bem como toda apologia ao ódio nacional, racial ou religioso que constitua incitamento à discriminação, à hostilidade, ao crime ou à violência”. (Pacto de São José da Costa Rica – Art, 13, item 5)”.   (…)


.

Frente Dom Paulo

Redação Frente Dom Paulo