Conde entrevista Sergio Storch, membro do Grupo Judeus Progressistas: “Moro e seu pacote de barbáries”

(TV 247)

4 MIN LEITURA

São Paulo — (Sérgio Storch) A campanha “Pacote anticrime é uma solução fake”, nasceu em 15 de fevereiro, com a “Carta de São Paulo”, produzida na iniciativa das Defensorias Públicas dos Estados do Rio de Janeiro e São Paulo, do Instituto Brasileiro de Ciências Criminais (IBCCRIM) e do Instituto de Defesa do Direito de Defesa (IDDD), no Seminário “Recrudescimento Penal e a Política Criminal no Brasil”.

O lançamento nacional na Câmara dos Deputados, já com apoio de 70 entidades, foi o segundo marco, seguido um mês depois pelo lançamento no Senado.

O terceiro marco, lançamento estadual em São Paulo, marca a inflexão no sentido de regionalizar a campanha, contando com as seções estaduais das 70 entidades, e mais núcleos locais, incluindo os programas de pesquisa nas universidades, buscando a confluência do mais refinado saber jurídico e institucional nas questões de justiça penal, combate à criminalidade, e violência de estado (pela polícia, pelo Judiciário e pelo sistema penitenciário), com a capacidade de articulação de entidades tradicionais na sociedade civil e de movimentos sociais, desde os que representam as famílias de vítimas da iniquidade desse sistema, até movimentos de profundas raízes históricas, como o Movimento Negro Unificado. (…)