Ato inter-religioso se solidariza com Sínodo da Amazônia

 

Alvo de investigação de Bolsonaro, encontro no Vaticano que discute devastação ambiental na região, começa 6 de outubro

São Paulo (Igor Carvalho)

4 MIN LEITURA

Diversas lideranças religiosas participaram de um encontro na Catedral da Sé, região central de São Paulo (SP), para declarar solidariedade ao Sínodo da Amazônia, que ocorrerá entre os dias 6 e 27 de outubro no Vaticano. Durante o ato, que aconteceu na noite desta segunda-feira (30), os líderes religiosos evitaram criticar o governo federal ou o presidente Jair Bolsonaro, que confirmou que a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) monitora o Sínodo.

Lido antes do início do ato, um documento elaborado pelos representantes das religiões, sem citar políticos ou governos, criticou a perseguição ao encontro no Vaticano. “Não se sustenta a suspeita levantada em ambientes nacionalistas, de que o Sínodo atende a interesses internacionais na Amazônia.”  (…)

 

Catedral da Sé

Frente Dom Paulo

Redação Frente Dom Paulo